Walkyria Santos busca apoios para aprovar projeto de Lei

LUCAS SANTOS EM BRASÍLIA

Sete dias após a morte do filho Lucas Santos, aos 16 anos, a cantora Walkyria Santos está na capital do Brasil, Brasília, na busca por apoios dos deputados federais e senadores, quanto ao Projeto de Lei Lucas Santos (PL 2699/2021), visando trazer punições aos crimes de cyberbullying com abrangência em todo território brasileiro.

Por meio de suas redes sociais, Walkyria Santos pediu o engajamento de todas as pessoas para que pudessem pressionar os deputados e senadores para que o Projeto de Lei Lucas Santos (PL 2699/2021) que é de autoria do deputado federal Julian Lemos (PSL/PB) é uma necessidade de poder ser estar na pauta e também de ser colocado em votação na Câmara dos Deputados.

Walkyria Santos faz campanha para que crimes de ódio pela internet tenha punição.

Após a publicação de um vídeo no TikTok, Lucas Santos sofreu ataques homofóbicos nas redes sociais,e no último dia 3 ,ele cometeu suicídio, quando foi encontrado no quarto da casa da mãe dele, a ex-vocalista da banda Magníficos, Walkyria Santos,na Grande Natal, no estado do Rio Grande do Norte.

Walkyria Santos desde a morte do filho que esteve gravando vídeos,entre outros assuntos ela falou sobre a dor da perda de um filho, fez alerta para as mães terem cuidados com seus filhos,e sempre reafirmando que iria lutar para que o “ódio destilado na internet” que foi um dos motivos que vieram a matar seu filho, não ficasse na impunidade.

Em Brasília, Walkyria Santos e a sua família iniciaram uma campanha para que seja aprovado o projeto de Lei Lucas Santos (PL 2699/2021) na Câmara dos Deputados criminalizando a atuação de pessoas que destilação comentários com ódio na internet,mais conhecidos como “haters”.

Um dos principais objetivos da referida Lei é que seja punido as pessoas que usam a internet, principalmente às redes sociais para praticar crimes de cyberbullying.

Paraíba é o primeiro estado do Brasil que aprovou Lei Lucas Santos

Já nessa terça-feira (10) no estado da Paraíba, a Assembleia Legislativa da Paraíba, aprovou projeto de autoria do deputado estadual Adriano Galdino (PSB), tendo como contribuição maior o combate as agressões pela internet.

No projeto que tem abrangência apenas no estado da Paraíba,de acordo com o que foi apresentado estará realizando junto diante das vítimas de cyberbullying, quando deverão ser oferecido às respectivas vítimas serviços públicos de assistência médica, social, psicológica e jurídica,e os serviço sendo ofertados via parcerias e convênios.

Ainda consta no projeto de Lei Lucas Santos a realização do Dia Estadual de Combate ao Cyberbullying e monitoramento de ofensas pela internet no estado da Paraíba.

Incluso no projeto a realização de ações educativas voltadas para atender estudantes dos ensinos fundamental e médio, na rede pública estadual e privada,com orientações aos jovens sobre como deverão agir mediante ataques virtuais.

“Na minha opinião, internet está doente e tem vários vírus circulando nela: o vírus da violência,do preconceito, da discriminação,da falta de respeito com as pessoas. Um vírus que desrespeita as garantias e os direitos fundamentais e que faz com que a internet seja terra sem lei.Todos nós,em algum momento, somos vítimas da internet”,enfatizou o autor do projeto de Lei Lucas Santos, deputado estadual Adriano Galdino.Foto:Reprodução Instagram

Leave a Comment

Your email address will not be published.

Start typing and press Enter to search