“O nosso carnaval é destaque no Rio Grande do Norte”,enaltece a Prefeita Iraneide Rebouças ao enfatizar as obras e gestão em Areia Branca/RN

Vivenciando o segundo ano de seu segundo mandato à frente do governo municipal de Areia Branca, a enfermeira por profissão, a prefeita Iraneide Rebouças, em entrevista à revista digital Mais Abellhudo, faz comparativos da primeira gestão e dos avanços desse segundo mandato.

Antes de ser eleita prefeita de Areia Branca, Iraneide Rebouças tem uma trajetória de uma mulher que fez a sua própria história, trilhando caminhos, quando esteve exercendo cargos desde a Secretaria Municipal de Ação Social, idealizadora e fundadora da Associação de Proteção e Assistência aos Necessitados de Areia Branca (APAN), segundo consta que a instituição está presente na vida de milhares de pessoas areia-branquenses, prestando importantes serviços para famílias carentes.

“Somos naturalmente seres políticos, e o meu perfil é gostar de trabalhar com pessoas, gosto de integração, de ouvir e de falar com o povo”, disse ela ao falar de sua história de vida e dos desafios que tem enfrentado ao fazer apontamentos desde o ano de 2016, quando ela foi eleita pela primeira vez prefeita de Areia Branca e reeleita no ano de 2020.

Ela fala abertamente dos aprendizados que teve com o sogro Alfredo Rebouças e o médico José Alfredo, pai e filho.

“As experiências vividas junto a esses dois grandes homens, somadas ao meu desejo grandioso de ver a cidade crescer com uma melhor qualidade de vida para a população, me fazem ter a sensibilidade para ser uma gestora responsável com o que é público, com o que é de todos”, enalteceu ela a história e o legado deixados pelo sogro e esposo, ambos já foram prefeitos do município de Areia Branca.

Nesta entrevista exclusiva, a prefeita Iraneide Rebouças foi enfática ao ir além, mostrando números e situações, seja na economia ou nas demais outras áreas que estão sendo desenvolvidas na cidade de Areia Branca.Por Salomão Medeiros/Fotos:Divulgação

A prefeita Iraneide Rebouças está no segundo ano de sua segunda gestão à frente do município de Areia Branca

Mais Abellhudo: Nas eleições de 2020, a senhora foi reeleita para mais quatro anos ao cargo de prefeito de Areia Branca.A cidade que a senhora está administrando tem uma grande importância na questão da extração e exportação de sal. Como a sua gestão tem aproveitado essa importância e a usado de forma estratégica para conseguir aplicá-la no desenvolvimento de outras atividades?

Prefeita Iraneide Rebouças: Areia Branca é uma das maiores produtoras de sal marinho do Brasil. Temos trabalhado incansavelmente para que essa importante marca seja reconhecida em todo o país e no mundo, considerando o sal um produto utilizado por grande parte da indústria e presente praticamente na totalidade dos lares, restaurantes, bares e afins.

Quando somos convidados a participar de congressos e eventos de turismo, sempre destacamos o sal como uma de nossas riquezas. Esse produto natural já possui um importante papel na nossa economia. Aos poucos, está ganhando força no segmento turístico, uma vez que a sua peculiaridade atrai visitantes desejosos de conhecer de perto o seu processo de produção, que vai desde a captação da água do mar até o resultado final em sua pureza e grandiosidade.

O sal marinho é uma ferramenta significativa para a divulgação de nossa cidade, e as indústrias salineiras instaladas no município estão compreendendo o valor dessa atividade.

O turismo pedagógico nas salinas, por exemplo, já é uma realidade, e como forma de contribuição e fomento desse setor, temos buscado ofertar cursos em parceria com instituições de ensino superior a fim de prepararmos e qualificarmos novos profissionais para que possam conduzir e orientar os visitantes nessa viagem pelas salinas, uma atividade pungente que se une a outras potencialidades e diversidade de atrativos naturais característicos de Areia Branca.

Mais Abellhudo: Fica evidente quando uma gestão é bem avaliada e surge naturalmente o anseio por parte da população para que o gestor ou gestora possa ir para uma nova disputa. Quais os fatores principais que levaram a senhora a enfrentar uma reeleição? E a que se deve a sua vitória?

Prefeita Iraneide Rebouças: Somos naturalmente seres políticos, e o meu perfil é gostar de trabalhar com pessoas, gosto de integração, de ouvir e de falar com o povo. Mesmo antes de pensar em ingressar na vida pública, eu já trabalhava junto com mulheres, jovens e adultos através de associações e cooperativas buscando a qualificação para que eles tivessem a oportunidade de gerar renda para suas famílias.

Aos poucos surgiu um desejo mútuo de servir, de gerir e de desenvolver a cidade de forma sustentável, como de atender ao anseio dos areia-branquenses. Entramos na política e vencemos as duas últimas eleições.

Disputar a reeleição foi motivado pela necessidade de seguir o plano de governo de transformação gerado após encontrar o município em situação lamentável e com dificuldades administrativa, financeira e de infraestrutura.

Diante dos grandes desafios encontrados ao assumir em 2017 a Prefeitura de Areia Branca, não foi possível alcançar os resultados que pretendíamos de forma imediata. Nos dedicamos e avançamos muito. No entanto, se fez necessário, após organizar a casa, continuar o nosso projeto de crescimento de Areia Branca.

Abordando vários assuntos, desde turismo, economia, projetos e ações do que foi realizado, a Prefeita Iraneide Rebouças confirma outros projetos que pretende desenvolver

A primeira gestão foi muito desafiadora porque, além de trabalhar o equilíbrio financeiro e a credibilidade da cidade enquanto empresa pública, tivemos que, acima de tudo, elevar a autoestima do areia-branquense que se apresentava baixíssima.

A população não tinha brilho no olhar, estava sem acreditar que poderia ver sua cidade no patamar que merece. Fizemos esse trabalho inicial com sucesso e aprovação da maioria da população e estamos seguindo para o desenvolvimento sustentável. Areia Branca adquiriu capacidade de progresso, seja na economia, no turismo ou mesmo no comércio, onde estimulamos o consumo local.

Mais Abellhudo: Conhecida por “Terra do Sal”, Areia Branca tem uma pujança e um bom potencial turístico. Como está sendo tocada a gestão da senhora em relação ao desenvolvimento do turismo?

Prefeita Iraneide Rebouças: Areia Branca possui um imenso potencial de belezas naturais, são 42 quilômetros de orla marítima, aproximadamente 370 quilômetros de extensão territorial e, para completar, tem um povo acolhedor e festivo. Recebeu recentemente o título de Capital Estadual do Atum. Se destaca no Nordeste pela produção do atum; no Rio Grande do Norte se acentua no pescado de mariscos, camarão, lagosta e ostras. Somos uma cidade portuária e, modéstia à parte, possuímos o pôr do sol mais belo que alguém possa conhecer. Sou apaixonada!.

Tudo isso nos proporciona visibilidade para o crescimento do turismo. Desenvolvemos o projeto Cidade Empreendedora, para o qual efetuamos um estudo mercadológico das potencialidades da nossa cidade e aperfeiçoamos a qualificação profissional dos servidores municipais e dos empreendedores do setor como ferramenta para alavancar o turismo por entendermos ser um dos setores que mais empregam no país.

Somente o Rio grande do Norte é responsável por movimentar 54 atividades diretas e indiretas, nos possibilitando trabalhar de forma ampla uma indústria limpa e que é transformadora, sobretudo para a economia local. 

Aproximar-se dos equipamentos turísticos ofertando infraestrutura, criando acessibilidade e segurança, investindo na capacitação desses profissionais faz com que essa atividade se desenvolva de forma mais sólida, respeitando sempre as prudências ambientais, e esse é o nosso principal objetivo, tornar a cadeia produtiva do turismo uma atividade sustentável.

Estamos em fase de conclusão, junto à Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), do inventário turístico que será primordial para nos auxiliar na condução dos novos passos, tendo em mãos uma análise profunda e detalhada da atividade com quantitativos e a percepção de crescimento do setor no nosso município.

Atrelados a tudo isso, criamos um calendário de eventos, já consolidado, respeitando as nossas tradições, mas também inovando, uma vez que o turismo é uma atividade bastante dinâmica, se tornando assim mais uma forma de trabalhar o fluxo o ano inteiro e não apenas em períodos sazonais.

Um exemplo palpável que muito nos orgulha é o Festival do Atum – de Areia Branca para o mundo, responsável por nos projetar para fora do país e nos ajudar a consolidar a nossa identidade gastronômica.  O festival de kitesurf, o Kitefest, e o voo livre se somam a esse contexto, trazendo inovação através do esporte atrelado às nossas condições de climáticas e geográficas, somos um dos lugares mais propícios do Brasil para a prática do esporte de aventura.

Mais Abellhudo: Quando se fala de turismo, sabemos do potencial de Areia Branca com suas praias e um imenso litoral de paisagens exuberantes. Embora com o período vivido pela pandemia, o setor do turismo foi um dos mais afetados, principalmente em cidades que vivem em sua maioria em torno do turismo.

Como a sua gestão tem lidado com as parcerias, com o trade turístico, e quais os programas ou projetos que tem desenvolvido para a retomada do turismo?

Prefeita Iraneide Rebouças: A pandemia foi muito desafiadora. Por não existir no princípio um protocolo de tratamento, buscamos parceria com a Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), através do Instituto de Medicina Tropical (IMT), ao qual deixo aqui minha gratidão aos profissionais e doutores que, através deles, conseguimos alinhar um protocolo único na cidade. Paralelamente, seguimos com o trabalho de desenvolvimento do turismo.

O projeto Cidade Empreendedora, que mencionei na pergunta anterior, iniciamos no ano de 2020, durante a pandemia, e encerramos em 2021. No decorrer do seu andamento, Areia Branca se tornou um dos principais destinos turísticos da agência pernambucana de ecoturismo “Vem de Andada”, que passou a realizar pacotes anuais de cinco dias com programação de aventura em nossa cidade.

No entanto, por ter sido um dos primeiros setores a ser afetados pela pandemia, e um dos últimos a retomar suas atividades, passamos por severas privações que se faziam pertinentes naquele momento. Foi extremamente angustiante ver uma cidade com tamanho potencial atrativo fechar as portas aos visitantes. Graças a Deus já conseguimos deslumbrar um novo cenário, a perspectiva do retorno dessas atividades é bastante otimista. Nesse momento, percebemos a dinâmica da cadeia produtiva sendo impulsionada, se reerguendo de forma significativa com novas oportunidades chegando.

Trabalhamos o ordenamento da orla de Upanema e de Ponta do Mel, investimentos na qualificação dos profissionais do setor, criando condições de autonomia econômica aos pequenos e microempreendedores, investimos na promoção e divulgação do nosso destino e, assim, cada vez mais, fortalecemos todo o trade turístico a partir de uma perspectiva de sustentabilidade e de inovação. Afinal de contas, somos uma terra de pessoas criativas e de talento.

Mais Abellhudo: Antes de ser prefeita de Areia Branca, a senhora teve uma vivência intensa com seu sogro, Alfredo Rebouças, e posteriormente, com o seu esposo, o médico José Alfredo, ambos foram prefeitos de Areia Branca. Mesmo em períodos distintos, o que deu para tirar de exemplo das gestões deles, aprimorar aos novos tempos e ser aplicado em sua gestão?

Prefeita Iraneide Rebouças: A política exige dinâmica. Nenhum momento é igual, temos que nos adaptar aos novos tempos e desafios. Mas, posso, com garantia, afirmar que o exemplo que adquiri do meu sogro, Alfredo Rebouças, foi sua empatia. Esse ponto é fundamental para compreender o outro, perceber o que sente e sofre. É imprescindível gostar de gente, de estar no meio das pessoas, de conversar, tomar um café e se abrir para o diálogo entre gestor e munícipe.

A Prefeita Iraneide Rebouças ressaltou a importância dos aprendizados em termos de gestão pública junto ao seu sogro Alfredo Rebouças, e o médico José Alfredo, ambos pai e filho

Com meu esposo, Zé Alfredo, que tem uma vasta experiência administrativa, é pé no chão, verdadeiro, responsável e muito visionário, aprendi a dosar o lado humano e administrativo. As experiências vividas junto a esses dois grandes homens, somadas ao meu desejo grandioso de ver a cidade crescer com uma melhor qualidade de vida para a população, me fazem ter a sensibilidade para ser uma gestora responsável com o que é público, com o que é de todos.

Esse misto de amor e responsabilidade não me permite sair dos trilhos. Afinal, como toda mãe, mesmo que doa no coração, tudo tem que ser para o bem maior dos seus filhos. Assim eu sigo, amando muito o povo, mas não permitindo o que não é bom para todos.

É necessário ser exemplo com atitudes, com postura, com o coração cheio do Espírito Santo, para conduzir pelo caminho certo que leve ao cuidado com a cidade e com o próximo. A confiança depositada em mim, aliada ao meu olhar afinado para o ser humano, me impulsionam a ser uma pessoa e uma prefeita melhor a cada dia.

Mais Abellhudo: Areia Branca é uma cidade vocacionada para dois tipos de turismo, o religioso e de sol e mar. Quais os eventos que têm sido realizados pela gestão? Existe um calendário anual de eventos que possa atrair um maior número de turistas ao município?

Prefeita Iraneide Rebouças: Temos um extenso calendário anual de eventos. Em período normal, sem pandemia, começamos com a tradicional queima de fogos nas praias do município na virada de ano-novo. Em seguida, o conhecido carnaval de Areia Branca, com participação de bandas nacionais, regionais e, claro, os artistas da terra.

O nosso carnaval é destaque no Rio Grande do Norte devido ao arrastão que sai acompanhando o trio elétrico da praia de Upanema até a cidade, atraindo a atenção de foliões dos municípios vizinhos, o que acaba aquecendo a economia local. Antes da festa de Momo, acontece o Campeonato de Blocos, um evento esportivo de futsal em que os times são formados pelos blocos de carnaval da cidade que convidam jogadores profissionais para abrilhantar e esquentar as disputas em quadra.

Em junho, as quadrilhas matutas e estilizadas, das zonas urbana e rural, se apresentam na cidade e em festivais levando o nome e o talento de Areia Branca para todo o Estado. Uma energia inigualável.

Já no mês da padroeira dos Marítimos, Nossa Senhora dos Navegantes, é realizada a Festa de Agosto, que une a parte religiosa, com as procissões marítima e terrestre, a festa social com 10 dias de duração e a presença de grandes atrações regionais e nacionais. Nesse período, assim como no Carnaval, temos a rede hoteleira, restaurantes, comércio e serviços impactados com a presença dos turistas, romeiros e visitantes. Em outubro, a comemoração é pela emancipação política do município.

Nessa ocasião, a cidade tem uma programação com entrega de comendas, títulos de cidadão areia-branquense, desfile das escolas, apresentação de banda marcial, fanfarra, orquestra filarmônica e apresentações musicais. Ainda em outubro, temos a Semana do Mar, em parceria com o Projeto Cetáceos da Costa Branca, voltada para educação ambiental dos estudantes das escolas públicas. Em seguida, ocorre o Kitefest, que é um festival de kitesurf no qual reunimos atletas de vários Estados do Nordeste em busca de velejar nas ondas do mar, aproveitando o vento característico de nossa cidade.

Não podemos esquecer o Festival do Atum – de Areia Branca para o mundo, que além da festa social com atrações nacionais, discutimos sobre a importância da pesca do atum para a economia do município e do Estado e divulgamos o pescado como gastronomia. O corredor gastronômico exibe diversas especialidades preparadas com o atum que desejamos tornar o prato característico de Areia Branca. Encerrando o ano, a festa da padroeira do município, Nossa Senhora da Conceição.

Mais Abellhudo: Falando nessa questão de turismo, entidades turísticas afirmam que a retomada do turismo para que possa vivenciar toda a sua pujança vai demorar. Nesses dois últimos anos, estamos falando de 2023 e 2024, para a senhora fechar com chave de ouro a sua gestão, o que está sendo projetado para ser desenvolvido, especialmente no turismo em Areia Branca?

Prefeita Iraneide Rebouças: Temos vários projetos em andamento direcionados para o desenvolvimento e crescimento do município. Podemos começar pelo trabalho grandioso iniciado há cerca de um mês e que beneficia tanto a população quanto a expansão do turismo, que é a instalação de lâmpadas de LED em toda a iluminação pública de Areia Branca. Considero de extrema importância essa iniciativa executada com recursos próprios. De imediato, substituímos as antigas lâmpadas amarelas de sódio pelas modernas e mais eficientes.

Estamos entrando na zona rural. Em breve, teremos 100% de Areia Branca com luminárias que possuem inúmeros benefícios, como a redução significativa no consumo de energia elétrica e, consequentemente, de gastos com a iluminação pública; vida útil longa, evitando substituições constantes e prejuízos, economia na manutenção, sem utilização de materiais danosos ao meio ambiente graças à tecnologia que não emite radiação.

Além disso tudo, o número de luminárias descartadas será infinitamente menor. E, por fim, o excelente fluxo luminoso, tornando as vias públicas mais claras, ofertando segurança por ser melhor percebida no período noturno, auxiliando a movimentação pelas vias, com fácil identificação de pessoas, carros, animais ou objetos, além de proporcionar conforto visual.

Ainda com relação às obras, devemos iniciar nos próximos meses a construção da Praça das Crianças e, posteriormente, o teatro de Arena e o Cine Miramar, que será um espaço cultural para apresentações de teatro, dança, música e também para conferências.

Aliado a isso, faremos a reforma do Cais Tertuliano Fernandes e do Mercado do Peixe. Ações que atraem visitantes a cidade. A malha asfáltica receberá investimento e pavimentação a paralelepípedo nos bairros que ainda não possuem calçamento, facilitando o trajeto dos turistas na cidade. 

Vamos complementar os calçadões das Praias de Upanema e de Ponta do Mel, iremos criar um espaço destinado para os surfistas que procuraram a Praia de São Cristóvão a fim de pegar onda; ainda na zona rural vamos construir uma capela rústica em um dos cartões-postais do município, que é o Mirante das Cruzes.

No local, pretendemos também preparar as falésias para a prática esportiva do voo livre e do parapente, sem esquecer o fortalecimento do Festival do Atum e do Kitesurf criados em nossa gestão e que têm contribuído substancialmente para impulsionar o turismo de Areia Branca.

Leave a Comment

Your email address will not be published.

Start typing and press Enter to search