6ª edição do Concurso de Beleza Lusófona abrilhantará gala em Lisboa

Com representantes dos países de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Guiné Equatorial, Moçambique, Timor-Leste, Portugal e São Tomé e Príncipe”, no dia 26 de Março de 2022, estará acontecendo na capital de Portugal, Lisboa, a  6ª edição do Concurso de Beleza Lusófona- MISS CPLP 2022, cuja Gala de eleição se realizará no Capitólio de Lisboa.

“Vamos juntar até duas concorrentes Representantes dos Países que falam a língua portuguesa na Cidade de Lisboa para troca de intercâmbio e partilha de conhecimentos no âmbito da diversidade sociocultural e histórico, fazendo referência aos países já citados de língua portuguesa, diz o comunicado destinado a imprensa internacional, emitido pelo Comité oficial do MISS CPLP-2022.

A edição 2022 do MISS CPLP deverá apresentar a beleza das mulheres Lusófona

É ressaltada na nota que essa será a primeira cerimônia quando estará acontecendo, já que desde o início da pandemia, informando que a última edição foi realizada no ano de 2020, e que o momento agora nessa 6ª edição vai estar a reunir, além de várias candidatas, os artistas lusófonos, indo do setor da “música, dança e o espaço comédia”, com objetivo de transportar “cor, brilho, luz e boa disposição junto do grande público”, reafirma a nota.

Foi destacado que haverá, além dos artistas quando vão abrilhantar a cerimônia no decorrer do evento, contando diretamente de Angola para o palco de beleza lusófona no Capitólio teremos a presença da convidada especial Liriany Castro”, à “noite de brilho cor e luz” juntam-se também vozes como de Sissy Ribeiro (Portugal), Shane Maquemba (Angola), Grupo de Danças Tradicionais Xipane-Pane (Moçambique) e da cantora são-tomense Bruna Lee. 

Os ingressos estão à venda nas lojas e plataformas de vendas da MEO Blueticket ou no local do evento, assim como podem ser feitas reservas para ingressos VIP.

A última edição do MISS CPLP aconteceu no ano de 2019, e a grande vencedora foi a angolana Isabel Neto, de 27 anos de idade e natural de Cuando Cubango em Angola.Foto:Divulgação

Leave a Comment

Your email address will not be published.

Start typing and press Enter to search